Sindimed é um dos integrantes do Comitê Social de Crise para o Enfrentamento ao Covid-19

Sindimed é um dos integrantes do Comitê Social de Crise para o Enfrentamento ao Covid-19

Foi lançado no inicio da noite desta quinta-feira, 14, a Carta Aberta de Criação do Comitê Social de Enfrentamento ao COVID-19, no qual o Sindicato dos Médicos do Estado de Sergipe (Sindimed) junto com outras instituições/entidades fazem parte. A iniciativa da criação deve-se a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Sergipe.

A carta de criação do Comitê esboça o momento em que estamos passando - sendo uma das mais avassaladora ameaça à vida humana nos últimos tempos - e que para combater este novo vírus é de fundamental a união de toda sociedade e do poder público.

De acordo com dados no Brasil já soma mais de 190 mil casos confirmados com mais de 13 mil óbitos em decorrência da pandemia do coronavírus, tendo como o epicentro da doença a cidade de São Paulo com o maior número de mortes. Em Sergipe já temos a confirmação de mais de 2 mil casos com 42 óbitos (até o momento) e este cenário tende a crescer, com a testagem.

Diante deste panorama, a carta traz três objetivos fundamentais para o enfrentamento: 1) Caracterizar com mais precisão a dimensão da crise e os principais focos de contágio; 2) Dar transparência às iniciativas adotadas pelo governo submetendo-as à crítica social quanto a sua efetividade no combate à pandemia; 3) Entender as principais demandas da sociedade sergipana, notadamente dos setores mais vulneráveis, para que a máquina estatal seja capaz de garantir as necessárias condições humanas, compreendidas no conjunto das necessidades sanitárias fundamentais, sociais, econômicas, para uma efetiva política de prevenção e sustentabilidade social capaz de conter a expansão de contágios e mortes em nosso Estado.

O propósito do Comitê é somar ações de todas as entidades na busca de soluções eficazes em prol de toda a sociedade, notadamente os mais vulneráveis. Tendo como uma das finalidades do comitê, analisar as consequências e os impactos da COVID-19, em relação a diferentes aspectos, desde moradia, saneamento básico até adoção de fila única para leitos de UTI e uma eventual necessidade 'lockdown' caso seja constatado baixo índice de isolamento social e a ocupação total dos leitos de UTI . O comitê propõe ainda auxiliar o Estado na garantia do Isolamento Social nas áreas de maior aglomeração social.

São membros do comitê além da OAB e do Sindimed, a Universidade Federal de Sergipe (UFS), Sindicado dos Enfermeiros, Sindicato dos Assistentes Sociais, Defensoria Pública,Arquidiocese de Aracaju, Conal, Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, Associação de Pessoal da Caixa Econômica Federal (APCEF/SE), DCE e Fórum Estadual da Criança e Adolescente.

P.S - Eis a carta na integra!

© Copyright 2015 - Rua Celso Oliva, 481 - Bairro 13 de Julho - Aracaju - Sergipe - Fone: (79) 3211-7575 / (79) 99971-6742