NOTA DE SOLIDARIEDADE

NOTA DE SOLIDARIEDADE

O Sindicato dos Médicos do Estado de Sergipe (Sindimed), vem se solidarizar contra os ataques sofridos pela médica Pediatra do município de Cumbe após ter sido diagnosticada com COVID-19. A profissional acabou contraindo a doença no HUSE quando estava trabalhando enquanto médica, e após comunicar tal fato a seus gestores, teve sua imagem difamada por algumas pessoas do município, que através de mídias sociais, a taxaram de irresponsável por não ter divulgado nas redes sociais o resultado de seu exame e também por ter trabalhado na Unidade Básica de Saúde daquele município, enquanto atuava na linha de frente de combate à pandemia no HUSE.
É extremamente lamentável que os médicos e profissionais de saúde, que estão literalmente dando suas vidas pela população, venham a sofrer ataques dessa ordem.
Assim que a profissional foi diagnosticada com a doença, de imediato se afastou de suas atividades, se isolou e comunicou a seus superiores hierárquicos o resultado de seu exame.
Ninguém é obrigado a expor seu resultado publicamente, sendo assegurado a todos o direito de sigilo quanto ao resultado.
Não existe também nenhuma regra legal que venha a proibir, ainda que temporariamente, os médicos que estejam atuando em hospitais, de continuarem a trabalhar nos seus demais vínculos. Muito pelo contrário, a Constituição Federal permite que esses profissionais tenham inclusive dois vínculos públicos e vínculos privados.
Ofensas a médicos, profissionais que lutam para salvar vidas, sobretudo num momento tão delicado como este que estamos vivenciando, são não somente lamentáveis, como repulsivas.
O SINDIMED se solidariza com a dor sofrida pela médica pediatra do município nesse momento, ao tempo em que espera que a população tenha mais sensibilidade e respeito para com nossa classe.

© Copyright 2015 - Rua Celso Oliva, 481 - Bairro 13 de Julho - Aracaju - Sergipe - Fone: (79) 3211-7575 / (79) 99971-6742